PUBLICIDADE

Rejuvenescimento com preenchimento facial

08/12/2013
Author: Portal Beleza Brasileira  |  Category: Estética

A busca por uma face rejuvenescida é o sonho de muitos, mas para preservar uma pele jovial é preciso além de alguns cuidados, usufruir de alguns procedimentos estéticos disponíveis no setor. Guilherme Miranda, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que para devolver o viço perdido pode se utilizar diversas substâncias para o preenchimento facial.  As mais comuns e seguras são a gordura e o ácido hialurônico. Ambas são substâncias naturais presentes em nosso organismo, de acordo com o médico, e não oferecem qualquer tipo de rejeição. “Reações são raras, e quando acontecem, são fugazes, rápida e espontaneamente resolvidas”, comenta Guilherme Miranda. O médico prefere evitar os preenchimentos ditos definitivos, pois, segundo ele, as complicações e reações destes produtos costumam ser graves e de tratamento difícil ou inexistente.

Segundo Guilherme Miranda, tanto o ácido hialurônico quanto a gordura são absorvidos com o tempo, sendo esta última menos absorvida. “Este fato parece uma “desvantagem” em relação aos produtos ditos definitivos. Mas é justamente o contrário, uma vantagem. O fato de serem absorvidos com o tempo denota uma interação harmônica com os tecidos, pois estes são dinâmicos e estão em constante renovação. Isso dá naturalidade do resultado, justifica. Já os produtos de preenchimento definitivos não possuem esta característica e permanecem inertes com o tempo, não acompanhando as transformações pelas quais os tecidos passam, sendo os maiores responsáveis, com o passar do tempo, pelas chamadas “faces congeladas” ou “sem expressão””, adverte.

“O preenchimento da face com ácido hialurônico permite correções mais finas, difíceis de se obter com a gordura. O ácido hialurônico hidrata e dá volume à pele. Ele pode ser usado para suavizar linhas e depressões ao redor da boca, corrigir o sulco nasolabial (bigode chinês) e reforçar a definição dos lábios, tornando-os mais volumosos e melhorando o seu contorno. Os efeitos do ácido duram de seis meses a um ano”, destaca o médico.

Informações de Márcia Menezes / DMC 21


Deixe uma resposta

Desenvolvido por: