PUBLICIDADE

Rosácea acomete mais mulheres a partir dos 30 anos

09/03/2013
Author: Portal Beleza Brasileira  |  Category: Estética

A rosácea é uma dermatose crônica caracterizada por vermelhidão, inchaço, vasinhos sanguíneos dilatados na superfície da pele e pela presença de bolinhas vermelhas, eventualmente com pus. O surgimento da rosácea pode estar relacionado a diversos fatores, tais como, predisposição genética, alterações emocionais (estresse) e hormonais, mudanças bruscas de temperatura, exposição solar, consumo de bebidas alcoólicas, medicamentos vasodilatadores ou fotossensibilizantes, ingestão de alimentos muito quentes.

Segundo a dermatologista Dra. Carla Albuquerque, a rosácea manifesta-se principalmente no centro da face, podendo acometer bochechas, nariz, testa e queixo e afeta mais os adultos entre 30 e 50 anos. Embora as mulheres sejam mais suscetíveis, os homens desenvolvem as formas mais graves da enfermidade. “É uma dermatose que pode piorar no verão devido à dilatação nos vasos sanguíneos por conta do calor. No entanto, também pode ocorrer no inverno, época caracterizada pelas mudanças bruscas na temperatura, frio, vento, entre outros fatores”, explica a médica, que é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Os sintomas da rosácea são:

- Vermelhidão prolongada na face (eventualmente permanente);

- Presença de telangiectasias (dilatação de vasos finos na superfície da pele);

- Histórico de pele muito sensível a cosméticos, perfumes e até mesmo alguns filtros solares;

- Presença de bolinhas vermelhas e/ou de pus, às vezes até nódulos. Alguns pacientes, sobretudo os homens, podem desenvolver rinofima (vermelhidão, inchaço, dilatação dos poros, acúmulo de queratina e tecido glandular no nariz, seguido pelo aparecimento de tecido fibroso – o nariz fica maior, lobulado…)

Uma vermelhidão persistente na pele ou uma sensibilidade maior aos cosméticos já justifica procurar ajuda de um dermatologista. O tratamento adequado deverá ser prescrito apenas por um médico. “Geralmente são indicados o uso de antibióticos tópicos, sistêmicos, cuidados especiais com a higiene da pele, priorizando produtos para peles sensíveis. O uso do laser de Nd yag de 1064 nm e a luz intensa pulsada são recursos importantíssimos no controle dessa dermatose e na sua prevenção, uma vez que tratam os vasos da pele e ajudam a controlar reatividade vascular exagerada”, conclui a médica.

Fonte: Keyla Assunção – Assessora de Comunicação

 


Deixe uma resposta

Desenvolvido por: